Navegação GPS

Aparelhos GPS tem se tornado mais comuns a cada dia. Desde que comprei meu ETEN X500+, fiquei fã dessa tecnologia! Um dos usos mais interessantes para o GPS é sem dúvida a navegação. Através de um software navegador, você pode (pelo menos em teoria) se aventurar pela cidade de São Paulo, sem ter medo de ficar perdido.

Pra quem nunca viu o “bichinho” em ação, veja o vídeo no final deste post, mostrando a nova versão do iGo (ainda em testes), que entre outras novidades, mostra edificações em 3D durante o trajeto.

O problema é que o Brasil está bastante atrasado no que diz respeito ao mapeamento do seu território 🙁 Enquanto países da Europa e o próprio EUA tem um mapeamento quase perfeito de todas as cidades, no Brasil, os mapas disponíveis ainda se limitam às principais cidades. Pior ainda, em muitas delas, o mapa está “deslocado” em relação a posição real, fazendo com que o navegador lhe dê instruções erradas sobre onde virar, pois ele “pensa” que você está em um lugar, quando na verdade está a 100 ou 200m de lá.

Outra função que vem sendo disponibilizada nos navegadores mais recentes, é a de avisar quando o carro se aproxima de um ponto onde há um radar fixo, motrando inclusive uma indicação de qual é a velocidade máxima naquele local. Mais uma vez, os arquivos atualmente disponíveis com a posição dos radares no Brasil são bastante limitados e deficitários. Além disso, uma nova lei pretende proibir o uso desse recurso aqui no Brasil (ridículo, nem preciso falar que vai ser mais uma lei que não vai funcionar na prática).

Até hoje, pude testar na prática, dois programas: Destinator e iGo. O maior problema com o Destinator é que aparentemente ele fica bastante lento em PocketPCs com tela VGA, o que pode prejudicar a navegação (esta reclamação é comum nos foruns da internet que tratam sobre o assunto). O Destinator ficou muito popular no Brasil, pois era o que oferecia o mapa mais completo e com maior cobertura. Já o iGo é muito rápido e bastante configurável (tem opções até demais). Pelo que pude ver, o mapa mais recente do Brasil para o iGo é tão bom (ou até melhor) que o mapa usado pelo Destinator.

Sem dúvida, se fosse pra escolher entre os dois, hoje eu ficaria com o iGo. No entanto, vale a pena lembrar que existem outros softwares que parecem ser interessantes, mas que sofrem com o problema da falta de bons mapas para o Brasil. Entre eles: TomTom, Route66 e Navegon.

Com o aquecimento do mercado de navegadores no Brasil, a tendência é que a qualidade dos mapas aumente rapidamente. Mapear cidades não é um trabalho fácil. Vale mencionar o projeto Brasileiro Tracksource, que oferece ferramentas e mapas gratuitamente, para que qualquer um possa ajudar a criar novos mapas, ou aprimorar os que já existem.

Neste artigo do site PPCMag tem uma comparação superficial de vários softwares navegadores. O iGo, que mencionei anteriormente, pode ser visto no review com o nome “On Course Navigator”. Sim! Pra aumentar ainda mais a confusão, não é raro um mesmo software navegador ser vendido com diferentes nomes, dependendo da empresa que está distribuindo.

As principais empresas de mapeamento são a NavTeq e a TeleAtlas. A primeira foi recentemente adquirida pela Nokia. A segunda, já está na mira da TomTom. Interessante que, apesar de encontrarmos mapas para o Brasil de ambas as empresas, em seus sites oficiais, não encontramos qualquer menção à eles. Provavelmente pelo fato do mapeamento estar incompleto, ou talvez por algum acordo de exclusividade com parceiros Brasileiros, como por exemplo a Quatro Rodas.

Divirtam-se!

Deixe uma resposta