Update sobre a Conferencia

A Conferência este ano está com tópicos ótimos! Ontém tivemos uma palestra de Vlad Horsun sobre o Firebird 2.1. Quem assistiu minha palestra no último DDD já sabe das novidades dessa versão, que foram confirmados ontém pelo Vlad. Veja o que vocês podem esperar: Tabelas temporárias, expressões comuns (um negócio muito legal mas difícil de explicar aqui), comandos REPLACE e MERGE, tabelas virtuais (para monitoramento do banco), melhorias no protocolo de comunicação, e mais algumas coisinhas bem legais!

O FB 2.1 deve ter o primeiro beta lançado ainda esse ano, e a versão final é esperada para no máximo 6 meses! Aparentemente o pessoal daqui pra frente vai lançar versões mais constantemente/rapidamente.

Ainda não tive tempo de editar algumas fotos pra disponibilizar aqui… acho que soh vai dar pra fazer isso quando eu voltar.

Hoje é o último dia da conferência e teremos a última sessão com o Dmitry Yemanov, que falará sobre o Roadmap das próximas versões do FB. Acabei de terminar minha última palestra. Ontém, na primeira palestra, fiquei surpreso com a sala cheia, pois a palestra foi bem cedo (8:15am) e achei que ninguém ia estar acordado (principalmente depois das bebedeiras nortunas que são comuns por aqui 😉 ).

Primeiro dia de Conferência

Estou escrevendo esta mensagem diretamente da sala onde está acontecendo a abertura da Conferencia. Muito estranho pois a abertura está sendo feito agora, as 19:00, e já tivemos diversas palestras durante todo o dia de hoje 😉

A grande novidade anunciada é que o Firebird 2.0 acaba de ser lançado… alias, foi lançado aqui, diretamente da sala, através da Internet, liberando a versão para download pelo site do sourceforge, ou seja, vocês já podem baixar o FB 2.0 final!

Durante a abertura, Paul Beach mostrou alguns slides sobre o que aconteceu desde o lançamento do FB 1.5 até agora, incluindo a adição de Adriano dos Santos Fernandes ao projeto (pra quem não sabe, o Adriano é brasileiro!).

Assisti três palestras hoje, que foram bastante interessantes. Minha primeira palestra é amanhã.

Falando sobre a abertura ainda, seguindo o exemplo da Borland Brasil, a Borland/DevCo foi uma das patrocinadoras da Conferencia aqui. Inclusive foi dedicado uns 15 minutos da abertura para um representante da Borland falar sobre a atual situação da empresa, a divisão da DevCo, o Roadmap do Delphi, etc. Como no Brasil, a maioria dos presentes aqui usam Delphi para desenvolver.

No momento estão tocando o Hino do Firebird, gravado recentemente por uma banda Russa, baseada na música Thuderstruck do AC/DC mas com uma letra diferente (dedicada ao Firebird) 😉

Assim que possível vou colocar online algumas fotos. Acompanhem o blog para manterem-se informados.

Amsterdam -> Praga

Estou desde quinta-feira em Amsterdam. Já que o avião para Praga fazia escala aqui, resolvi passar 2 dias para conhecer a cidade. Amsterdam é, no mínimo, diferente de qualquer cidade que conhecemos no Brasil. Aqui a população anda de bicicleta pra fazer praticamente qualquer coisa… as bicicletas geralmente são feias e velhas! Com certeza concertar bicicletas aqui deve dar algum dinheiro! hehehehe!

Além disso, os trens que correm a cidade são bastante modernos. O trânsito é totalmente estranho, pois nas ruas há uma mistura de trens, carros, bicicletas e gente andando! Isso só não se torna um caos porque todos respeitam muito os pedestres… diferente do Brasil, onde os pedestres tem que parar para o carro passar (ou então ser atropelado), aqui os carros é que param para os pedestres passar.

A cidade também é infestada de museus! Outra coisa bastante interessante são os canais que cortam toda a cidade. Basicamente você não anda mais que 3 quarteirões sem que haja um canal cortando. Amsterdam é coisa de louco! A cidade fica abaixo do nível do mar, e pra não ser inundada existe um esquema de eclusas e barreiras que regulam a quantidade de água do mar que entra na cidade! A água dos canais também é “trocada” constantemente (é bombeada para o mar) e portanto não tem cheiro ruim e é bastante limpa (transparente).

Por último, vale lembrar que aqui alguns tipos de drogas são liberadas para consumo, portanto não é raro você entrar em alguma das centenas de “cafés” e ver no cardápio coisas como cogumelos alucinógenos e maconha 🙂 Há também um bairro chamado “Red Light District” onde ficam as prostituas que aqui é profissão legalmente reconhecida, com direito a aposentadoria, pagamento de impostos, saúde, etc. Interessante é que as “amigas” ficam expostas em vitrines (isso mesmo), esperando algum cliente interessado!

Bom, é isso aí… mais tarde pego o vôo pra Praga e finalmente rever alguns velhos amigos do time do Firebird e aguardar o início da conferência no domingo! Vou tentar mantê-los informados do que se passa, postando aqui no blog sempre que possível.

T+!