Photoshop grátis, e on-line!

A Adobe acaba de lançar o beta do seu serviço Photoshop Express. Através dele, os usuários podem acessar totalmente on-line (nada é instalado no seu computador, tudo é feito através do browser) uma versão “especial” do Photoshop, que fornece diversos recursos de edição de imagens, com a vantagem de uma interface e operação totalmente simplificada (qualquer “babão” consegue usar). Obviamente você não vai encontrar os recursos mais pesados do Photoshop tradicional, mas já dá pra quebrar o galho nas edições simples.

O serviço gratuito ainda oferece 2GB de espaço para você criar seus albuns, compartilhar suas fotos, criar slideshows, etc.

Para usar o serviço, basta ter o plugin do Flash instalado. O serviço é compatível com os browsers Firefox, Internet Explorer e Safari.

DVD do último show do Iron Maiden em SP

Quer uma prova de que, hoje em dia, o papel de uma gravadora está ficando quase que obsoleto na disponibilização de áudio/vídeo de shows? Com o poder computacional “doméstico” disponível hoje, e com os softwares apropriados, é possível produzir material de qualidade, bastando para isso “dominar” o software utilizado, ter o material básico para a produção (audio e vídeo) e muita vontade, tempo e dedicação!

DVD Maiden SP 2008 CapaAlguns membros das da comunidade Iron Maiden Brasil do Orkut, fizeram um DVD do último show do Maiden em São Paulo! Ok, até aí nada demais… o que chama mesmo a atenção é que o DVD é multi-câmera, ou seja, utilizaram diversos vídeos feitos pelo povo que esteve no show (através de celulares, câmeras e filmadoras), e editou tudo de forma sincronizada. Se não fosse pela qualidade do audio e do video, que não pode ser comparada com uma versão gravada profissionalmente (óbvio!), poderíamos dizer que é um lançamento oficial 🙂

Parabéns ao pessoal envolvido! Sem dúvida é uma lembrança obrigatória para todos que estiveram lá. O DVD está sendo disponibilizado gratuitamente para download através de torrent.

UP THE IRONS!

Baterias e pilhas recarregáveis

Muito interessante este artigo, sobre baterias/pilhas recarregáveis! O autor comenta sobre o grande aumento de capacidade (mAh) das pilhas nos últimos anos, mas destaca o fato de que os fabricantes não mencionam a porcentagem que a pilha perde de carga com o passar do tempo. Sim! Você já deve ter percebido que mesmo que guarde uma pilha totalmente carregada, depois de um tempo, quando for usar ela, parte da carga já foi perdida.

Uma idéia interessante é a USBCell, uma bateria com conector USB disfarçada de pilha, ou seja, pra recarregar, basta espetar a “pilha” em qualquer porta USB 🙂

Michael Kiske

Esse nome provavelmente só será reconhecido pelos fans de Metal. Kiske teve seus dias de glória como vocalista do Helloween. O cara tem um talento e uma voz única, que encaixava perfeitamente no estilo da banda (Metal Melódico). Por razões até hoje não muito bem explicadas (aka: pirações particulares e desentendimentos internos na banda), Michael saiu do Helloween há muito tempo. Desde então, diz que o Heavy Metal está fora da sua vida, que nunca mais ia fazer nada nesses moldes, queria esquecer seu passado, etc… Ele chegou a lançar alguns trabalhos solo (Instant Clarity é bem legalzinho), mas o fato é que nunca tiveram o sucesso que ele alcançou com o Helloween, e seu nome ficou eternamente vinculado com o Heavy Metal. Pode ter certeza que 99% dos que compraram seus trabalhos solo foram pelo seu passado.

Interessante que, apesar de todo o discurso de que o “Metal não me interessa mais”, etc. Michael sempre acaba fazendo um “bico” em participações especiais em CDs (ex: Avantansia, GammaRay, etc), adivinhem de que estilo? Sim, Heavy Metal! Ele justifica dizendo que participa apenas se a letra da música que ele estiver cantando for positiva e se identificar de alguma forma, etc. etc.

In different waysBom… cada um com as suas neuras, certo? Aparentemente ele ainda continua com esse discurso ridículo, mas em teoria, está “fazendo as pazes” com seu passado. Prova disso é o álbum “In different ways”, que está para ser lançado em breve, e contém regravações acústicas das músicas que ele participou nas épocas do Helloween, e que se tornaram clássicos para todos os fãs! Confesso que, quando soube dessas regravações, achei que era algo puramente caça-níquel (e não deixa de ser, de certo modo…) e que as músicas ficariam uma porcaria nas versões acústicas. No entanto, pelos “samples” que já estão disponíveis, eu estava enganado (pelo menos referente às músicas).

É muito bom ouvir a belíssima voz de Michael de volta nos clássicos que marcaram época, com a qualidade de gravação dos dias atuais. Melhor ainda se ele parasse com as “neuras” e reconhecesse que ele não sobrevive sem os fãs de Metal, e voltasse a nos brindar com mais músicas nesse estilo! Por enquanto, esse novo CD serve para matar as saudades… ganar premio paginas internetcasinos descargas portalesjugar black jack en lineajuego gratis internetjugar tragaperras webpremio onlinejuego gratis pagina internetcasino empire,trucos casino empire,no cd casino empirejugar interactivo portales internetinternet kasinosfaires spielroulette tipsrealistische online spielbankspielen kasinointernet spielbankdeutsche casino onlineroulette online spielenkostenloses online spiel raumvideo poker gameroulette online gameonline casino lastschriftonline casino shopflash games roulettewww casino on net com,www casino on net,casino on netonline baccaratkasino spiele mit echtem geldkostenloses freispielwww casino online deinternet kasino spielenspiel automatenonline roulette spielbaccarat rulescasino online playonline spielautomatenroulette onlinespielcasino online texasonline casino einzahlungsunstar casino netcasino softwarecasino pokerbaccarat online spieletop online kasinosonline kasino slotsvideo poker gratiswww casino net comswiss casino onlinecasino games debeste casino onlineonline spielkasinoonline kasinos

Curiosidades com o GoogleMaps

Qualquer ser vivo “conectado” já deve saber da existência do GoogleMaps, mais uma ótima ferramenta oferecida pelo Google, gratuitamente, e que permite viajar pelo mundo sem sair do lugar, encontrando endereços, empresas, etc. Seria como um GoogleEarth acessado diretamente via browser (sem precisar instalar a aplicação).

O que poucos sabem é que o Google permite que qualquer um faça uso deste serviço de forma bastante personalizada, bastando para isso se cadastrar para obter uma APIKey (gratuitamente) e assim ter um acesso mais “direto” aos recursos oferecidos.

Com isso, coisas bastante interessantes começaram a aparecer pela Internet, fazendo uso do GoogleMaps para gerar mapas dinâmicos e específicos para algum propósito. Um exemplo interessante, e no mínimo curioso, pode ser visto aqui. O site mostra, quase em tempo real, de onde vieram as últimas atualizações dos artigos disponíveis na Wikipedia. O mapa se move automaticamente, mostrando a localização de quem fez as atualizações mais recentes.

Compressores de executáveis

Um arquivo executável, também conhecido por “EXE”, contém geralmente a forma compilada em linguagem de máquina de um programa escrito em alguma linguagem de alto nível (ex: Delphi, C, Visual Studio, etc).

No entanto, a maioria dos executáveis não carregam apenas código. Entre outras coisas, os EXEs contém os chamados resources (ex: imagens utilizadas dentro do programa, ícones, strings, etc).

Com isso, o tamanho de um executável pode chegar a vários megabytes. Isso geralmente não é problema quando ele está gravado em um HD local, mas se estiver em um diretório compartilhado na rede, pode haver uma certa demora no seu carregamento quando for executado. A demora é diretamente proporcional ao tamanho do EXE e a velocidade da rede.

Felizmente, existem programas conhecidos como “EXE compressors“. Eles compactam um executável criando um novo arquivo executável, que contém um código de descompactação automático. Quando você roda esse novo executável, esse código descompacta e executa o programa original na memória do computador. Em suma, não há qualquer diferença visual perceptível ao se executar um EXE compactado se comparado ao EXE original, mas há um grande ganho de velocidade de carregamento, pois geralmente os executáveis compactados ficam com menos da metade do tamanho do original.

Recentemente, realizei alguns testes para ver a eficiência dos três compressores mais famosos: AsPack, PECompact e UPX.

O AsPack é o mais rápido na tarefa de compactação. O PECompact foi o que gerou o menor dos executáveis, mas teve o maior tempo de compactação. O UPX ficou em último lugar em relação a taxa de compressão, mas perdeu por poucos Kbytes para o AsPack, e compactou um pouco mais rápido que o PECompact. A principal vantagem do UPX é ser Open Source, gratuito, e multiplatarforma (você pode compactar executáveis Windows, Linux, etc).

Abaixo segue a tabela com os resultado que obtive nos testes:

EXE Original AsPack 2.12 PECompact 2.79 UPX 3.02w
15.217.152 bytes 4.139.520 bytes 3.633.664 bytes 4.183.552 bytes

Existem alguns outros compressores de executáveis que não cheguei a testar. Caso queira fazer seus próprios testes, este artigo traz um comparativo (mais antigo) com diversos compressores.

1 2 3