Ganhe desconto na inscrição para o FDD 2014!

Quer se inscrever no Firebird Developers Day com um desconto de R$ 10? Basta se logar na FireBase e responder com atenção nosso “Teste de conhecimento sobre Firebird“. Aqueles que acertarem 9 ou mais das 14 questões ganharão um código de cupom de desconto de R$ 10,00 que poderá ser usado nas inscrições até o dia 09/Julho!

No final do teste será exibida sua pontuação e o código do Cupom, caso tenha acertado 9 ou mais questões.

Sempre a mesma lenga-lenga…

Quando  faço a pesquisa de satisfação após os FDDs, podem ter certeza que leio todos os posts, e respondo os que precisam de resposta.

Uma coisa que vem me deixando constantemente aborrecido, é o pessoal que fica reclamando das traduções das palestras internacionais. Sugiro, para estes que reclamam das traduções consecutivas, que façam um curso de inglês, ou que, simplesmente, assistam as palestras que são em português!

O fato da palestra ser traduzida, por si só, já prejudica o andamento da mesma. Fica mais moroso, é ruim para o palestrante (que muitas vezes já está se esforçando ao máximo pra falar numa língua que não é a dele), para o tradutor (que tem que se virar pra dar conta), e para o público que sabe inglês, e que, obrigatoriamente, tem que esperar a tradução entre as frases.

Aí vão falar… “pô, faz tradução simultânea então!” Sem noção… se até a tradução simultânea do Oscar é uma piada, quando se tem uma rede de TV cheia de dinheiro para contratar os melhores tradutores e tecnologia disponível, imagina como ficaria a tradução simultânea de um assunto tremendamente técnico, onde os palestrantes deixam pra finalizar suas palestras na véspera do evento (sim, isso é normal em eventos de informática) sem dar chance para o tradutor se informar com antecedência. Ou seja, descartado!

Eu aprendi inglês praticamente sozinho, lendo A+ e Nibble, no tempo em que se você quisesse literatura de qualidade sobre o Apple II, tinha que recorrer a revistas internacionais. Meu inglês é perfeito? Muito longe disso! Mas é suficiente para me comunicar com qualquer “gringo”, e para entender o que eles falam.

O inglês, quer gostem ou não, faz parte do dia-a-dia do profissional de informática. Está na hora de criarem vergonha e aprenderem pelo menos o mínimo pra se entender o inglês técnico falado.

Sonhar não custa né… quem sabe chegará o dia onde teremos palestras internacionais no FDD sem a necessidade de tradutor. Por enquanto, vou sonhando…. e tendo que ler alguns absurdos….

PS: Sim, é um desabafo… e me desculpem os que estão lendo e não tem nada a ver com isso.