Quer economizar nas suas férias?

circo-brasilParece que brasileiro nasceu pra se ferrar mesmo. Somos explorados de todos os lados, a começar do próprio governo, que nos esfola com uma carga tributária absurda! Mas infelizmente, a coisa não para por aí. Há algum tempo atrás, foi noticiado que ao se comprar uma passagem da TAM, acessando o site da empresa em inglês, o custo era menor do que a mesma passagem quando comprada pelo site em português. Apesar da empresa ter alegado ter sido uma “falha no sistema”, parece que a prática de beneficiar os gringos não se limita a companhias aéreas.

Veja por exemplo, o resort Iberostar, considerado de alto nível, e que tem uma de suas unidades em Salvador-BA. Acidentalmente, descobri que ao fazer uma reserva pelo próprio site do hotel, mas acessando de um computador localizado fora do Brasil, o preço mostrado era quase 40% menor do que quando acessado de dentro do Brasil! Faça o teste você mesmo:

  1. Configure seu browser de internet para usar um proxy que esteja fora do Brasil (ex: Russia, Republica Tcheca, etc)
  2. Acesse o site do hotel e proceda para fazer uma reserva
  3. Verifique o preço apresentado
  4. Agora acesse o mesmo site, só que sem o proxy, e simule uma reserva para o mesmo período anterior, com as mesmas características, e compare o preço.

E tem mais: se decidir finalizar a reserva usando o método do proxy, você não precisa “mentir” em nenhuma informação. Coloque seu endereço real, no Brasil mesmo! Isso não vai alterar o preço e você não poderá ser acusado de ter dado informação falsa. Sei de várias pessoas que fizeram a reserva dessa forma, e já usufruíram do “desconto”, sem qualquer problema.

Resumindo, tudo leva a crer que o hotel oferece preços menores para estrangeiros, do que para a própria população do país em que sua unidade está instalada! Absurdo, não?

Algumas observações:

  • Ao acessar via proxy, o preço apresentado será em dólar. Dependendo da cotação atual, a diferença com o preço “brasileiro” pode ser maior ou menor.
  • Lembre-se também que ao pagar com seu cartão internacional, o governo irá morder 6.38% de IOF (agradecimentos à Dilma) sobre o valor, pois entra como uma operação feita com uma empresa fora do Brasil. Além disso, o dólar pode variar até a data do pagamento da sua fatura, portanto, você poderá pagar mais ou menos do que o previsto, dependendo da flutuação do câmbio. Fique atento.

E aí, tá a fim de passar umas férias gastando um pouco menos?

Obs: A intenção desse post não é meramente te ajudar a economizar, mas sim uma forma de protestar e fazer o pessoal “abrir o olho”, afinal, o preço deveria ser igual para todos.