Misteriosa "zica" afetando emissão de NF-e

трапезни масиA lei de Murphy está sendo aplicada, aparentemente ao acaso, em alguns computadores que emitem NF-e.

Algumas máquinas, sem razão aparente, e que funcionavam perfeitamente, simplesmente não conseguem mais consultar o webservice da Sefaz, retornando erros como se o serviço estivesse inativo ou inoperante, quando na realidade está totalmente funcional.

Pesquisando no Google, é cada vez maior o número de mensagens de pessoas sofrendo do mesmo problema. Algumas com Windows XP, outras com Windows 7, o que dá a entender que o problema não está especificamente relacionado a versão do Windows usado. Há relatos de pessoas de diferentes Estados, portanto, também não deve estar relacionado à uma Sefaz apenas.

As soluções reportadas não seguem uma lógica específica. Cada um parece conseguir resolver de um jeito (ou talvez seja uma mera coincidência o fato de voltar a funcionar). Entre as soluções reportadas estão:

  • Restaurar as configurações avançadas do Internet Explorer
  • Voltar o horário do computador em uma hora, para o “horário antigo” (nos casos onde haja horário de verão)
  • Habilitar a opção de sincronização da data/hora automaticamente com a internet

Eu tive esse problema em apenas um dos meus clientes, e em apenas uma de suas máquinas. No momento foi resolvido, mas simplesmente não sei qual foi a solução exata, porque o responsável pelo suporte técnico fez diversas operações, desde formatar a máquina, desabilitar o UAC, baixar o nível de segurança do IE, restaurar a configuração padrão, re-instalar os drivers da leitora do cartão do certificado, alterar a hora, remover as últimas atualizações do Windows,  etc. etc.

Enfim, fica aí registrado o mistério. Se alguém tiver alguma luz sobre o assunto e quiser compartilhar, poste um comentário.

Atualização:

Acabei de resolver o problema em um computador que o estava apresentando (Windows 7). O que fiz: Desliguei a opção de sincronizar o relógio com a Internet, e marquei a opção de “atualizar o relógico de acordo com o horário de verão”. Sem essa opção ativada, não ia nem a pau! Que absurdo!

Efeitos da ignorância

Hoje, parece que virou moda posar de “defensor das causas sociais, sustentabilidade e qualquer outra coisa que tenha apelo social”, mesmo quando o resultado é “um mico”.

Recentemente, tivemos um episódio que comprova isso:

Primeiro, um festival (SWU) que defende a sustentabilidade, mas que na prática, não ofereceu nem mesmo estacionamento para bicicletas, impediu que as pessoas entrassem com água ou qualquer alimento, ofereceu condições péssimas de higiene e alimentação, e muito mais, como pode ser facilmente conferido nas dezenas de depoimentos espalhados pela Internet.

Segundo, nesse mesmo festival, a banda Rage Against the Machine se encontrou com integrantes do MST. O vocalista, segundo dizem, chegou a se comprometer a doar parte do cache para eles, posaram para fotos como defensores do movimento, e o guitarrista (a exemplo do presidente que nunca sabe de nada), tocou usando um boné do MST.

Agora eu pergunto: O que os integrantes do RATM sabem a respeito do MST ou dos problemas sociais dos Brasileiros? Será que eles sabem que o MST é corrupto como muitos outros movimentos desse país? Que eles já chegaram a destruir áreas e pesquisas que estavam sendo desenvolvidas há muito tempo? Que fazem comércio com os lotes de terra recebidos do governo?

Seria bom que alguém com consciência, mostrasse para os “paraquedistas” estrangeiros, a verdade por trás dos fatos, para evitar esse tipo de “mico”, e ainda dar publicidade a movimentos que não a merecem. Assim como seria muito bom que os produtores de shows que se dizem “pró-sustentabilidade”, fizessem a lição de casa, e garantissem que pessoas que pagaram caro para estar lá, tivessem o mínimo de condições para aproveitar o festival como se deveria.

PS: Só pra constar, não fui no SWU (graças a Deus) e não sou fazendeiro. Apenas acho um absurdo alguns acharem que as pessoas nesse país não tem cérebro.