Google Maps Navigator

O Google decidiu mesmo atirar para todos os lados 🙂 Além de busca, Gmail, Picasa, GoogleEarth, Maps, Orkut, YouTube, Office, etc, agora está lançando uma aplicação de navegação GPS (Google Maps Navigator),  e com isso, acrescentará mais alguns nomes na sua lista de empresas que querem ver sua caveira concorrentes (TomTom, Nav’n’Go, etc) que, com certeza, não gostaram nada da notícia.

O interessante é que o software, que funciona no Android 2.0, tem um recurso único que mostra o trajeto em tempo real, so que ao invés de usar aqueles mapinhas manjados, tem a opção de colocar fotos reais (vindas do Google StreetView, quase desconhecido no Brasil) ou fotos de satélite, plotando o trajeto em cima delas.

Provavelmente não funcionaria muito bem no Brasil, visto a qualidade atual das conexões GPRS/3G, sem falar na conta no final do mês, afinal, tudo é baixado on-line (mapa, fotos, etc).

O software ainda oferece um monte de frescuras extras, como busca por voz, informações de tráfego (que provavelmente também não funcionaria no Brasil), etc.

Resta saber se o Google não será mais uma daquelas empresas que oferecem soluções para tudo que você imaginar, só que acaba não se especializando em nada, ou seja, tem de tudo, mas nada do que oferece é realmente ótimo. Por enquanto, não é o caso… mas vamos ver onde isso vai dar.

Pedágios para motocicletas, é o fim da picada!

Pra variar, notícia boa vindo do governo é utopia! Hoje começou a valer novos valores de pedágios na rodovia D. Pedro I, utilizada principalmente para ligar o interior de SP ao litoral Norte do estado, ou como acesso à Dutra (ligando ao Rio de Janeiro).

O valor, que antes totalizava R$ 18, agora passa a ser de R$ 32,00! Não bastasse o absurdo do aumento devido a criação de novas praças de pedágio na estrada, agora começam também a cobrar pedágio de motocicletas!

A alegação é que o número de motos aumentou muito, e consequentemente, os gastos com o socorro em acidentes. No entanto, para isso, já pagamos o DPVAT anualmente!

Vejamos a definição de pedágio:

Wikipedia: Pedágio é um direito de passagem pago mediante taxa ao poder público ou a uma concessionária delegada para ressarcir custos de construção e manutenção de uma via de transporte.

O quanto uma moto estraga de asfalto em uma rodovia? Nada! Alias, é mais fácil a rodovia estragar a moto, com os buracos e imperfeições, do que o contrário! Então, o que justifica a cobrança de pedágios para motocicletas, a não ser o fato de encher os bolsos da concessionárias??

Além de ferrar com os motociclistas, que usam as rodovias principalmente para passeios de lazer nos finais de semana, os pedágios vão afetar os serviços de entrega que usam motos, ou seja, o usuário desses serviços também sentirá os efeitos, pois o custo será repassado no valor do “frete”.

Para piorar, parece não haver qualquer mobilização por parte das entidades e associações de motociclistas para impedir esse abuso! Pelo jeito a cultura deste país é a de aceitar tudo e ficar quieto mesmo 🙁

Encerrando o post, só quero ver o aumento das filas nas cabines, já que, para o motociclista, o acesso ao dinheiro é muito mais difícil devido a “indumentária” geralmente utilizada,  e que consumirá algum tempo para ser tirada (luva, jaquetas, etc).

Oferta de emprego p/ programador Delphi

Um amigo que possui uma Software House em Americana-SP estava reclamando comigo sobre a dificuldade de se encontrar programadores Delphi atualmente. Para tentar ajudar, estou publicando este “anúncio” aqui no blog, para que, caso algum programador Delphi se interesse, entre em contato com ele.

Aproveitando a deixa, acredito que essa situação de possível falta de programadores Delphi no mercado de trabalho esteja intimamente ligada ao fato de que muitas universidades deixaram de usar o Delphi em seus cursos, preferindo Java ou C#, fazendo com que os profissionais recém-formados dêem preferência por trabalhos que usem essas linguagens. Se a Embarcadero fosse (for?) esperta, faria acordos com as escolas e universidades, oferecendo licenças gratuitas do Delphi para serem instaladas nos laboratórios, pois se existe demanda no mercado, provavelmente o culpado do sumiço do Delphi nas escolas é justamente o custo do licenciamento 🙁