Beryl, beryl, beryl…

Após instalar (espero que definitivamente) o Kubuntu 7.04, resolvi testar o gerenciador de janelas Beryl. Existem inúmeros tutorials na internet sobre como instalar o Beryl no Ubuntu (ou especificamente no Kubuntu), já que ele não faz parte dos pacotes padrão da instalação (use o google).

Instalar o Beryl e colocá-lo no ar não foi difícil… o difícil mesmo foi voltar para a interface do Windows 🙂

Esse Beryl é fantástico! A performance aqui ficou muito boa, e olha que minha placa de vídeo é uma Intel 945GM (integrada) com memória compartilhada, e mesmo assim ficou show! Só dá uns “pipocos” se eu deixar um vídeo tocando e tentar rodar o cubo, mas aí já estou pedindo muito neh…. 😉

Testando Linux…

Há alguns anos tenho utilizado o Mandriva Linux, mas como troquei de máquina recentemente, resolvi testar algumas outras distribuições pra ver como elas andam. Com a criação dos live cds, onde vc não precisa instalar o Linux no HD para usá-lo, ficou muito fácil fazer os testes.

Comecei pela versão mais recente do Mandriva, a ONE 2007. A “instalação” manteve o padrão das versões anteriores, simples e sem problemas, mas das 3 distribuições testadas, foi a única que não reconheceu meu wireless (Intel) 🙁

Depois testei o Kubuntu 7.04. Eu sempre estive acostumado com distribuições baseadas no RedHat, e o Ubuntu é baseado no Debian, que tem fama de ser super estável, e talvez a mais conservadora das distribuições. O Kubuntu tem a vantagem onde o CD live tb pode ser usado para fazer a instalaçao no HD, ou seja, não é preciso baixar outra mídia. A instalação foi super rápida e fácil! Ele detectou o wireless sem problemas, e todo o resto! De todas as distribuições, foi essa a que ocupou menos espaço quando instalada, talvez pelo fato de só trazer os softwares principais. O resto pode ser baixado depois. Diga-se de passagem, instalei o Beryl nela, e o negócio é realmente fantástico! E olha que minha placa de vídeo nem é das melhores!

A última distribuição que testei foi o OpenSuse 10.2. Das 3, é a que oferece a instalação mais completa e complexa, e também a que caprichou mais nos temas gráficos, etc. No entanto, dificilmente vc conseguirá fazer a instalação sem ocupar pelo menos 2GB de espaço em disco. Desabilitar alguns pacotes durante a instalação é muito difícil, pois quase tudo gera quebra de dependência!

As 3 distribuições detectaram meu mouse e teclado sem fio, sem qualquer problema. No entanto, configurar o servidor X para trabalhar com dois vídeos (o do notebook, 1280×800 e o LCD externo 1280×1024) continua sendo um parto. Ainda não consegui fazer cada um deles funcionar em resoluções diferentes, mas confesso que não gastei muito tempo nisso ainda.

Garantia ez-Go

Apenas para seguir a tradição, a lei de Murphy continua me rondando, e na semana passada descobri que o gravador de DVD do meu notebook novinho deu problema. Ele lia qualquer coisa, gravava DVD, mas na hora de gravar CD, ele abortava com um erro antes de finalizar a gravação (não era pau de software).

Entrei em contato com a ez-Go através do 0800 e expliquei a situação. Me enviaram um formulário de garantia para ser preenchido e devolvido por fax. Após ter feito isso, recebi um email para levar o notebook até Campinas (assistência autorizada mais próxima de Piracicaba) para substituir o drive defeituoso.

Aproveitei uma visita à um cliente de Campinas e passei na Autorizada. Em menos de 30 minutos eu já estava com o notebook de volta, com o novo drive 🙂 A ez-Go enviou o aparelho antecipadamente para a Autorizada, para que eu não precisasse esperar ele chegar, e portanto ficar sem o notebook, coisa alias que seria inviável, visto que atualmente ele é minha atual máquina de trabalho.

Nota 10 para a presteza do atendimento e solução do problema!

Clique aqui para ver o review do notebook.

1 2