Pedágios para motocicletas, é o fim da picada!

Pra variar, notícia boa vindo do governo é utopia! Hoje começou a valer novos valores de pedágios na rodovia D. Pedro I, utilizada principalmente para ligar o interior de SP ao litoral Norte do estado, ou como acesso à Dutra (ligando ao Rio de Janeiro).

O valor, que antes totalizava R$ 18, agora passa a ser de R$ 32,00! Não bastasse o absurdo do aumento devido a criação de novas praças de pedágio na estrada, agora começam também a cobrar pedágio de motocicletas!

A alegação é que o número de motos aumentou muito, e consequentemente, os gastos com o socorro em acidentes. No entanto, para isso, já pagamos o DPVAT anualmente!

Vejamos a definição de pedágio:

Wikipedia: Pedágio é um direito de passagem pago mediante taxa ao poder público ou a uma concessionária delegada para ressarcir custos de construção e manutenção de uma via de transporte.

O quanto uma moto estraga de asfalto em uma rodovia? Nada! Alias, é mais fácil a rodovia estragar a moto, com os buracos e imperfeições, do que o contrário! Então, o que justifica a cobrança de pedágios para motocicletas, a não ser o fato de encher os bolsos da concessionárias??

Além de ferrar com os motociclistas, que usam as rodovias principalmente para passeios de lazer nos finais de semana, os pedágios vão afetar os serviços de entrega que usam motos, ou seja, o usuário desses serviços também sentirá os efeitos, pois o custo será repassado no valor do “frete”.

Para piorar, parece não haver qualquer mobilização por parte das entidades e associações de motociclistas para impedir esse abuso! Pelo jeito a cultura deste país é a de aceitar tudo e ficar quieto mesmo 🙁

Encerrando o post, só quero ver o aumento das filas nas cabines, já que, para o motociclista, o acesso ao dinheiro é muito mais difícil devido a “indumentária” geralmente utilizada,  e que consumirá algum tempo para ser tirada (luva, jaquetas, etc).

Deixe uma resposta