Conferência Internacional de Firebird – FIM

Quando se está em boa companhia, o tempo realmente voa! Esses três dias em que estive na conferência internacional foram realmente muito gratificantes e divertidos. Apesar de toda a complicação e problemas de última hora que uma viagem internacional pode gerar, quando os amigos começam a chegar o clima é tão bom que esquecemos de tudo.

Esse ano tive a oportunidade de encontrar o Marco Cantu, famoso autor de livros de Delphi, e provavelmente um parente distante. Marco é uma pessoa divertida, e apesar da fama, continua uma pessoa muito simples!

Outra pessoa muito divertida é o Marius Popa, ativo colaborador do site FirebirdNews, e que até então só conhecia via email. Além do que, também toca guitarra e gosta de Heavy Metal, nem preciso falar que nos entendemos muito bem! 😉

Infelizmente, quando se está aqui, fica difícil arranjar tempo para blogar. Postei mais algumas fotos no Picasa. Nos próximos dois dias vou tentar passear um pouco, antes de voltar ao Brasil.

Conferência Internacional de Firebird

Hoje foi o primeiro dia da Conferência Internacional de Firebird, em Bergamo, Itália.

Tivemos algumas palestras bastante interessantes. Como apresentei minhas duas palestras hoje, acabei não tendo muito tempo para assistir as outras. Consegui assistir a palestra do Vlad, sobre Common Tables Expressions (um recurso introduzido no FB 2.1 e bastante interessante) e a palestra sobre Segurança, que deveria ser apresentada pelo Alex Peshkov, mas como ele não conseguiu o visto, acabou sendo apresentada pelo Dmitry Yemanov.

Aproveitando o assunto de segurança, na versão 3.0 do Firebird teremos usuários locais no BD (se assim preferirmos), no entanto, isso não acabará com o problema do banco ser “roubado” e o ladrão conseguir entrar no banco usando o SYSDBA, portanto, para ter segurança máxima, continuaremos tendo que configurar o sistema operacional e a rede para impedir o acesso fisico ao arquivo pelos “penetras”. Infelizmente, a solução para esse famigerado problema não é fácil, pois sendo um banco open source, qualquer hacker pode baixar o código, alterar removendo as rotinas de autenticação, e portanto fazer o acesso a base de dados. Em suma, a proteção é não deixar o arquivo de banco de dados cair em mãos erradas.

Infelizmente não pude assistir a Palestra do Ivan Prenosil (10 maneiras para fazer backups), pois foi paralela à palestra do Vlad. Mas ela provavelmente foi gravada, então ainda há esperança 😉

Como sempre, o melhor da Conferência Internacional é encontrar os amigos e passar algumas horas trocando idéias e conversando sobre coisas interessantes que todos nós gostamos!

Para ver algumas fotos, acesse o link picasaweb.google.com.br/warmbooter/FirebirdConferenceBergamo2008. Tentarei postar mais fotos nos próximos dias.

Fragmentação em drives Flash

Com as recentes melhorias feitas no Firebird 2.1 referente a fragmentação do arquivo de BD no HD, e com a tendência de que em um futuro “não tão distante”, os HDs sejam substituídos por SSD (Solid State Drives – aka. Flash), fiquei me perguntando se não seria perda de tempo gastar tempo e recursos com esse tipo de melhoria.

Após uma rápida “googlada”, encontrei um artigo que afirma que os drives baseados em memória “formatados” com FAT ou NTFS podem sofrer do mesmo problema de fragmentação que os HDs. Sendo assim, as otimizações recém criadas não foram perda de tempo 😉

De qualquer forma, acredito que no futuro, novas tecnologias de armazenamento em memória (que já estão sendo desenvolvidas) possam resolver esse problema. Vamos esperar para ver.

Maratona FDD

Esta semana começou minha maratona para realização do 5º Firebird Developers Day. Serão praticamente 3 meses de muita ansiedade e trabalho diário para que tudo saia perfeito (pelo menos essa é sempre a intenção ;-).

Aqueles que puderem ajudar na divulgação do evento, ficarei imensamente agradecido. Para isso, peço que adicionem um banner nos sites, ou então imprimir alguns cartazes e espalhar pela sua região.

FDD

Esta edição terá a presença mais do que especial de Dmitry Yemanov, chefe da equipe de desenvolvimento do Firebird. Além disso, os participantes terão direito a descontos super especiais no registro de softwares relacionados ao FB. A IBSurgeon, por exemplo, está oferecendo um pacote com todas as ferramentas de otimização e reparação de bases de dados por apenas R$ 165,00!

FDD – Palestras comerciais?

Continuando a série de “respostas” para os comentários mais comuns que aparecem nas pesquisas sobre o FDD, responderei agora àqueles que reclamam do fato de algumas palestras serem muito “comerciais”.

FDD

Recentemente, coloquei uma pesquisa on-line para saber as preferências das pessoas que pretendem ir ao 5º Firebird Developers Day. É o terceiro ano em que realizo esse tipo de pesquisa, e já deu pra notar que alguns comentários se repetem todos os anos, então aproveitarei meu blog para responder alguns deles.

O primeiro, é que sempre tem gente pedindo pra fazer o evento “aqui ou ali”. Inúmeras cidades já foram citadas, sendo que a impressão que tenho é que algumas pessoas querem simplesmente que o evento seja feito na cidade onde moram, assim facilita (ou elimina) o deslocamento. No entanto, a escolha do local para realização do evento envolve uma série de fatores que precisam ser atentidos para que seja possível realizar um evento do porte do FDD.

O fato de morar em Piracicaba, e de ter um bom relacionamento com o pessoal da UNIMEP, que dispõe de uma infra-estrutura excelente, difícil de encontrar em outros lugares, faz com que Piracicaba seja a primeira opção para realização do evento.

No entanto, como Piracicaba não possui um aeroporto comercial ( o mais próximo é o de Viracopos, em Campinas – 80km), o que pode dificultar a vinda de algumas pessoas, costumo deixar “São Paulo” como opção à ser votada.

No mínimo curioso, para não dizer interessante, que em todas as pesquisas que realizei até agora, a grande maioria do pessoal prefere que o evento continue sendo em Piracicaba, sendo preferência até mesmo de pessoas que não moram tão próximas daqui.

Isso me deixa satisfeito, pois facilita muito a organização, principalmente no que diz respeito à parte “braçal” do serviço.

Piracicaba também é uma cidade interessante para ser visitada, com diversas atrações e, apesar de não ser uma cidade pequena, ainda conserva “ares” de cidade do interior. Sendo assim, creio que muitos dos participantes venham ao evento e depois aproveitem para tomar uma cerveja na Rua do Porto, na beira do famoso Rio Piracicaba, ou então conhecer o Engenho Central, Museu da Água ou ESALQ.

Além disso, uma viagem de carro de São Paulo até Piracicaba demora cerca de 1h30, muitas vezes tempo menor do que se gasta para ir de um ponto a outro dentro da própria cidade de São Paulo. Fora isso, estamos bem servidos em termos de rodovias, com acessos próximos para a Bandeirantes, Anhanguera e Whashington Luiz.

No entanto, no futuro, se o pessoal mudar de opinião ou se algum outro fator impossibilitar a realização em Piracicaba, o FDD poderá sim mudar de cidade, mas tenha certeza que teremos grande cuidado para escolher um local que ofereça as melhores condições possíveis.

1 2 3 4 5 7