Android, impressões iniciais…

Pra quem nunca ouviu falar, o Android é um sistema operacional que está sendo desenvolvido pela Google e parceiros (chamados de Open Handset Alliance), baseado em Linux, e voltado para dispositivos móveis (celulares, smartphones, etc). Anunciado há alguns meses atrás, o produto vem alcançando sua maturidade e estabilidade rapidamente.

Veja neste link uma série de vídeos demonstrando a atual interface e recursos do Android (a Microsoft provavelmente terá que acelerar o ritmo de inovações no Windows Mobile se não quiser perder mercado rapidamente). A InformationWeek também fez uma análise do Android (chamado Dossiê Android) que pode ser visto aqui (em português).

Como usuário “recente” de um PocketPC rodando Windows Mobile, tenho sentido na pele o quanto este “mercado” ainda pode melhorar e crescer, principalmente em inovação e melhoria na qualidade do sistema operacional e aplicativos. Nessas horas é que sinto falta do Delphi suportar desenvolvimento visual para CompactFramework. Sinto que desenvolver para mobile hoje é uma tarefa quase tão “ingrata” quanto criar aplicações Windows em 1993.

Outra coisa que precisa ser melhorada urgentemente é a capacidade das baterias, que geralmente não aguentam algumas horas de uso intenso. Uma tecnologia promissora é a de tornar os dispositivos móveis auto-sustentáveis quanto a energia, fazendo com que eles consigam se auto-carregar quando expostos a luz solar. Mesmo que não se consiga uma carga completa, com certeza teríamos uma sobrevida de energia, pelo menos quando não estivesse chovendo 😉

Deixe uma resposta