Rad Studio XE2 vem aí!

A Embarcadero, atual “dona” do Delphi, começou a anunciar as novidades da próxima versão do Rad Studio, e também uma turnê mundial de apresentação do novo produto, que passará por algumas cidades do Brasil.

Entre as novidades, está o tão aguardado (pelo menos por alguns) suporte a 64bits (o Delphi poderá compilar aplicações para rodar em 64bits no Windows), além da possibilidade de criar aplicações nativas tanto para Windows como para MacOSX! Os controles VCL aparentemente também foram “modernizados” com a possibilidade de se utilizar “temas” a fim de alterar a aparência dos mesmos.

Uma nova tecnologia, chamada de FireMonkey, possibilitará a criação de aplicações gráficas, aproveitando os recursos de GPUs, possibilitando o uso de efeitos de transição, etc, em HD e 3D.

Apesar de não fornecer detalhes, o RadPHP (antigo Delphi for PHP) aparentemente vai possibilitar o desenvolvimento de aplicações para iOS e Android.

Após uma quase “morte” (enquanto estava nas mãos da falecida Borland), é muito bom ver que a Embarcadero está investindo e modernizando o produto, inserindo novos recursos e tecnologias e atendendo alguns anseios dos desenvolvedores.

Não esqueça de se cadastrar para concorrer a 3 cópias do Rad Studio.

Esclarecimento aos participantes do FDD

Esclareço que a IBExpert não é patrocinadora do Firebird Developers Day e, portanto, não tem qualquer ligação com o evento,  bem como não tem direito de divulgar ou comercializar seus produtos na área do evento, nem de associar o nome da conferência com qualquer tipo de promoção ou divulgação, independente da mídia utilizada.

Em uma atitude anti-ética. amadora, e totalmente dispensável, a empresa está enviando emails dizendo que estará presente nas “imediações” do evento.

A IBExpert teve a chance de patrocinar o FDD como qualquer outra empresa, e optou por não fazê-lo. No entanto, fica claro que está tentando usar o evento como ferramenta de divulgação e venda dos seus produtos, em um ato de total desrespeito com os reais patrocinadores, que investiram na conferência, e isso não será admitido.

Declaro, desde já, que não temos qualquer vínculo com a IBExpert, e qualquer tentativa de propaganda ou comercialização de produtos na área do evento, de forma direta ou indireta, por pessoas que não estejam ligadas aos patrocinadores do evento, será caso de imediata expulsão do local.

O FDD é reconhecido como um evento sério, que respeita todos os envolvidos, sejam eles participantes, palestrantes ou patrocinadores, zelando pela ética e pela seriedade que se tornaram marca registrada de todas as edições, e vai continuar assim.

Notebook Dell Vostro em promoção só até amanhã (21/07)

Para quem está pretendendo comprar um notebook, a Dell lançou uma promoção hoje para os notebooks da linha Vostro, com desconto de R$ 600,00 sobre o preço “normal”. A promoção dura somente até amanhã (dia 21/Julho/2011), portanto não demore.

A promoção é para o Vostro 3550, mas aparentemente os outros modelos (com diferentes tamanhos de tela) também estão com o desconto.

Para acessar  o link com a promoção, utilize este link.

Coisa de Brasil

икониCoisa de Brasil é alguém te enviar, do estrangeiro, uma encomenda simples, que demora entre 2 e 4 dias para dar a volta ao mundo e chegar no Brasil, e depois disso, ficar 50 dias parada dentro do país, esperando a boa vontade da alfândega.

Esse é mais um exemplo da “burrocracia” desse país. Ao invés de diminuir a carga tributária para baratear os produtos e torna-los competitivos, preferem sobretaxar produtos simples, que pessoas comuns compram via internet, para uso próprio. No meu caso, foram tiras reagentes para medir glicose, coisa que o governo deveria fornecer gratuitamente para todo diabético, mas não o faz. Além de não fazer sua obrigação, os produtos vendidos no mercado interno custam até 5 vezes mais do que lá fora! Provavelmente, graças a nossa “inteligente” carga tributária.

E pra ajudar, o Correio, que já foi orgulho do país em se tratando de excelência de serviços, agora presta um serviço “porco” e caro, depois de ter sido destruído pelo governo anterior.

Até quando?!?!?

Review – Cavalera Conspiracy e Iron Maiden (26/03/11 – SP)

Cavalera Conspiracy

A banda, formada logo depois que Igor saiu do Sepultura e voltou a falar com seu irmão (e também ex-Sepultura, Max Cavalera), já tinha tocado no Brasil no SWU, e fez sua segunda apresentação por aqui abrindo para o Iron Maiden, em SP.

Gosto bastante do primeiro CD do Cavalera Conspiracy. O segundo está pra sair, mas isso não os impediu de tocarem várias músicas dele durante o show, e também algumas antigas do Sepultura.

Infelizmente, o show, para mim, foi uma decepção. A julgar pelo entusiasmo (ou melhor, pela falta dele) do pessoal que estava ao meu redor, acredito que muitos também tiveram essa mesma impressão.

Como ninguém conhecia as músicas novas, que alias, tinham diversas “frescuras” sampleadas, provavelmente coisa do Igor, que agora se diverte também com música eletrônica (blaahhh), pouca gente agitou. As do primeiro CD surtiram melhor efeito, e as do Sepultura, como já era de se esperar, foi as que conseguiram levantar mais gente.

Achei a presença de palco da banda fraca. Parece que Max, depois de ficar mais de 10 anos sem vir ao Brasil, perdeu bastante a intimidade com o público Brasileiro. Em alguns momentos, parecia até que ele não sabia mais o jeito “certo” de se “comunicar” com o público em português, como quando pediu pro pessoal levar as mãos, no melhor estilo “show da Xuxa” (#fail).

O som, bastante embolado, também não ajudou. Muitas vezes era difícil distinguir os instrumentos, ou “entender” o que Max cantava. Na primeira música, mal se ouvia as guitarras.

Por mais que o pessoal “malhe” o Sepultura atual, e peçam a volta dos irmãos Cavalera para o grupo, acredito que o show do Sepultura atual dá de dez a zero no do CV, especialmente pela presença de palco do Andreas e do Dereck.

Iron Maiden

Ir à um show do Iron Maiden e se decepcionar, é uma coisa com probabilidade de 0,0000001% de acontecer. A banda tem experiência de sobra, Bruce é um frontman único, e a quantidade de clássicos existentes, fazem com que qualquer show deles “ponha a casa abaixo”! Dessa vez não foi diferente! Obviamente, depois de uma turnê como foi a “Somewhere back in time”, só com clássicos da era “Live After Death”, seria muito difícil fazer algo melhor, ou que deixasse o público tão satisfeito!

O set list dessa turnê podia ser melhor, mas isso é uma coisa que você sempre vai ouvir, em qualquer turnê do Maiden, pois o número de clássicos é tão grande, que dificilmente alguém não vai falar: “putz, faltou essa, faltou aquela… podia ter trocado essa por aquela, etc…”.

Anyway, o show foi fantástico, como todos os outros shows que já assisti deles! Bruce é o frontman que qualquer banda inveja ter. O cara simplesmente tem um carisma excepcional, e sabe levar o público pra onde quiser! A alegria por estar no Brasil era visível na cara de todos os membros da banda, e foi inclusive comentada por Bruce durante o show. Aqui é um lugar realmente especial para eles, como já falaram em diversas entrevistas.

Os pontos negativos (se é que podemos falar assim):

– Achei o “palco” simples demais… ou melhor, cinza demais, o que o deixou bem “apagado”. O palco da turnê Powerslave continua sendo um dos melhores que já vi!

– O som estava um pouco embolado (pelo menos onde eu estava). Não sei se é culpa do cara da mesa de som, ou do próprio local (foi meu primeiro show no Morumbi). O fato é que com a tecnologia atual, isso não deveria mais acontecer.

– Os telões foram os melhores que eu já vi num show de Metal, com ótima definição! Mas poderiam ser maiores.

– Algumas músicas poderiam ter sido trocadas por outros clássicos. Fear of the Dark, que pra mim não é uma das melhores músicas do Maiden, mais uma vez foi incluida no set list, mas dá pra entender o porque: essa música ao vivo tem um efeito fantástico, pois o público canta todas as “guitarras” e ôôôôs que ela tem 🙂 Mas por mim, poderia ficar de fora.

– Acho que a banda podia escolher umas 5 músicas pra ficar revezando entre os shows, pois saber antecipadamente qual vai ser o set list, tira um pouco da graça.

Vale lembra também que a Mondo Entretenimento pisou na bola novamente! Dois dias antes do show, alguns sites começaram a publicar horários diferentes para o show. O ingresso, o próprio site da Mondo e da Livepass, informavam que o show começaria as 21h30 (não dizia explicitamente se era o show de abertura, ou o do Maiden). Os sites começaram a divulgar 19h15 para o Cavalera, e 21h30 para o Maiden. Depois, 19h30 para os Cavalera, e 21h para o Maiden. Acredito que muita gente que confiou no horário oficial (21h30), e resolveu chegar em cima da hora, acabou perdendo parte do show. Eu liguei na Mondo na véspera do show para confirmar o horário. Quando perguntei para a atendente, ela me deixou uns 5 minutos aguardando (provavelmente foi perguntar pra alguém), e voltou dizendo que a banda de abertura começaria  a tocar 21h30, e o Maiden as 22h30, informação totalmente furada em relação ao que realmente aconteceu (19h20 e 21h)!

Enfim, ir a um show do Maiden é sempre garantia de satisfação! Essa é minha banda do coração, e uma das poucas que ainda conseguem me tirar de casa!

O público presente, segundo Bruce, foi de 55.000 pessoas. veja mais fotos do show.

Up the Irons!

Horário de verão e emissão de NF-e

Hoje, mais uma vez, me deparei com problemas em clientes, que não estavam conseguindo autorizar suas notas fiscais eletrônicas. O problema era que, ao tentar se comunicar com o webservice da Sefaz para checar o status, retornava estar inativo ou inoperante. No entanto, outros clientes estavam emitindo NF-e sem qualquer problema, portanto, o webservice estava operando normalmente.

Detalhe: Um dos computadores estava rodando Windows XP, e outro, Windows 7, e tinham certificado digital do tipo A3. O processo de assinatura dos documentos é feita através da Capicom e do msxml5 (componentes ACBr).

O problema, aparentemente, está relacionado ao horário do computador. Acredito que a hora deva ser usada em alguma rotina de validação durante a comunicação com o certificado digital, webservice, ou geração da chave de criptografia. O fato é que nessas duas máquinas hoje “amanheceram” com a hora errada (como se não estivessem mais no horário de verão). O usuário então acertou a hora manualmente (adiantando uma hora), e aí o problema começou. Interessante que deixar a opção marcada para sincronizar o horário com a Internet, e atualizar automaticamente o horário de verão, não resolveu. Talvez esteja faltando alguma atualização no Windows, e ele “pense” que já saímos do horário de verão este ano.

Enfim, para resolver, tive que deixar a hora do computador atrasada em uma hora. Solicitei ao suporte deles que verifique a existência de algum hotfix ou atualização que possa ser aplicada no Windows dessas máquinas, para que corrija o problema com o horário de verão.

Fica aí a dica pra quem passar pelo mesmo problema.

1 2 3